Lição 01 01-01-2011- Escola Sabatina – Emoções.

Lição 01 EMOÇÕES
Pr. Albino Marks
“Em verdade, em verdade Eu vos digo que chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, vos ficareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria”. – Jo 16:20.
INTRODUÇÃO – Pelas informações que os meios de comunicação transmitem, facilmente compreendemos que os problemas que mais estão castigando o ser humano são a violência, o medo e as doenças mentais.


O profeta Isaias recebeu por inspiração do Espírito Santo uma visão das condições dominantes em nosso mundo e das reações dos seres humanos de nossos dias: “O povo andará de um lugar para outro, sem rumo, desanimado e com fome. Por causa da fome ficarão com raiva e amaldiçoarão o seu rei e o seu Deus. Olharão para o céu e depois para a terra e verão somente sofrimento e escuridão, trevas e angústia; porém não poderão escapar delas”. – Is. 8:21 e 22 – Bíblia na Linguagem de Hoje.
Que descrição dramática da realidade de nossos dias! Homens, mulheres e mesmo crianças andando sem rumo, desanimados e com fome. Por causa da fome insaciável de suas necessidades espirituais e emocionais, que atormentam e deprimem o ser humano em seu psiquismo, ficam com raiva, amaldiçoando o governo e a Deus.
A Bíblia Viva, parafraseada, adiciona mais algumas idéias: “Eles olharão para todos os lados procurando uma esperança, mas só haverá medo, tristeza e desespero. E depois, serão jogados na mais terrível escuridão”.

Olhando para todos os lados em procura de um caminho de esperança, mas só encontram medo, tristeza, desespero, angústia, sofrimento, sombras de ansiedade e não divisando nenhum meio de escapar destas situações.

No entanto, quando o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus, com sua estrutura psicológica em perfeito equilíbrio, era santo e feliz porque estava em perfeita harmonia com a Fonte da santidade e felicidade e vivia em amorosa e espontânea obediência aos ditames divinos.
PENSE – “Olharão para a terra, eis aí angústia, escuridão e sombras de ansiedade, e serão lançados para densas trevas”. – Is. 8:22 – Almeida Revista e Atualizada. “Eles olharão para todos os lados procurando uma esperança, mas só haverá medo, tristeza e desespero. E depois, serão jogados na mais terrível escuridão”. – Bíblia Viva.
DESAFIO – “A felicidade dos seres humanos está em sua obediência às leis de Deus. Em sua obediência à lei de Deus, são cercados por um muro e guardados do mal. Ninguém pode ser feliz a apartar-se das exigências específicas de Deus, estabelecendo seus próprios padrões, que julgam poder seguir com segurança”. – Meditação Matinal. 2002, pág. 24.
EMOÇÕES NEGATIVAS – As emoções apresentam-se positivas e negativas. São positivas quando comunicam um estado de bem-estar no indivíduo e transmitem mensagens de atração para os outros indivíduos. São negativas quando comunicam um estado de mal-estar no indivíduo e transmitem mensagens de rejeição para os outros.
A Bíblia, que é o compêndio mais completo sobre a análise da estrutura humana em todos, os seus aspectos, é muito rica em detalhes sobre as emoções, quando fala sobre reações de indivíduos.
Amnom foi dominado por uma forte emoção passional em relação à sua meia irmã Tamar. Ansiava ardentemente satisfazer o seu impulso sexual. Violentada, Tamar foi envolvida pela emoção da angústia, que destruiu a sua auto-estima.
Na sequência, Absalão foi dominado pela emoção do ódio contra seu irmão e alimentou o sentimento de vingança até executar o seu ato. Davi, que aparentemente não avaliou com seriedade o ato passional de Amnom e o estado de angústia de Tamar, também não se deu conta que seu outro filho Absalão estava dominado pelo ódio e sede de vingança em relação a seu irmão.
Quando Absalão executou o seu plano de vingança, matando Amnom, Davi foi envolvido pelas emoções de angústia e desespero em razão da morte do filho e da ira contra o filho homicida.
Encontramos nesse episódio, uma série de emoções negativas, que desencadearam uma sequência de ações de rejeição e violência.
PENSE – “Mas quem responde com raiva provoca brigas e confusão”. – Pv 15:1 – Bíblia Viva.
DESAFIO – “O homem paciente vale mais que um general que venceu muitas batalhas porque é muito mais difícil controlar as próprias emoções do que conquistar uma cidade”. – Pv 16:32 – Bí9blia Viva.
EMOÇÕES POSITIVAS – Se as emoções negativas tendem a gerar ações de rejeição e violência, as positivas promovem a harmonia e a paz.
Em Gálatas 5:22, Paulo descrevendo o fruto do Espírito, demonstra que ele é composto de emoções positivas. Isto revela que estas emoções são implantadas e cultivadas no ser humano pela atuação do Espírito Santo. O que também coloca em evidência que as emoções precisam ser controladas pela razão orientada pelo Espírito Santo..
Ellen G. White comentando esta relação, traz argumentos esclarecedores: “O homem deveria ter a imagem de Deus, tanto na aparência exterior como no caráter… O homem foi formado à semelhança de Deus. A mente era capaz de compreender as coisas divinas. As afeições eram puras; os apetites e paixões estavam sob o domínio da razão. Ele era santo e feliz, tendo a imagem de Deus, e estando em perfeita obediência, à Sua vontade.” – Patriarcas e Profetas, pág. 28.
Paulo faz uma colocação muito importante: “Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito”. – Cl 3:14 – Nova Versão Internacional.
Paulo fala do amor – ágape – no grego, que é o amor racional, o amor que Deus revela para o pecador. É evidente que esta maneira de amar está na base do relacionamento de Deus com todas as Suas criaturas.
Quando o amor racional tem o domínio sobre todas as outras emoções, isto conduz para a santidade e felicidade, porque o amor gera o relacionamento com Deus fundamentado na confiança e na submissão espontânea. O fruto do Espírito sazona em todas as emoções que o compõe: Amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Porém, esta lista não é final em relação às emoções.
PENSE – “Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência”. – Cl 3:12 – Nova Versão Internacional.
DESAFIO – “Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo”. – Ef 4:32 – Nova Versão Internacional.
AS MANIFESTAÇÕES EMOCIONAIS DE JESUS – I – Quando analisamos os atributos do caráter de Deus, compreendemos que Ele é profundamente emocional. Moisés pediu a Deus:”Peço-te que me mostres a tua glória”. – Êx 33:18 – Nova Versão Internacional. A glória de Deus é o Seu caráter e dele fazem parte as emoções.
“Deus respondeu: ‘… Terei misericórdia de quem eu quiser ter misericórdia, e terei compaixão de quem eu quiser ter compaixão… Deus compassivo e misericordioso, paciente, cheio de amor… “. – Êx. 33:19 e 34:6 – Nova Versão Internacional.
Jesus veio revelar o caráter de Deus: “Ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar”. – Mt 11:27 – Nova Versão Internacional.
Poderíamos imaginar o nosso Deus sem emoções? Poderíamos imaginar Jesus vir a este mundo para atrair e salvar pecadores, sem revelar emoções? Os deuses apresentados por Satanás e fabricados por mãos humanas são peças mortas, não têm emoções. Mas, por outro lado, Satanás, por meio desses deuses, conduz a atos de crueldade, maldade e homicídios.
Jesus revelou compaixão por uma multidão que precisava satisfazer suas necessidades físicas. Jesus mostrou compaixão por um pobre pecador, que dominado pelo pecado, sofria a rejeição da sociedade por ser vítima de uma doença repugnante. Jesus mostra compaixão pela humanidade perdida sob o domínio do pecado, vagando sem rumo por falta de um pastor.
É bom lembrar que esta não foi a única emoção que Jesus demonstrou, revelando o caráter de Deus.
PENSE – “Eu os atraia com vínculos humanos, com laços de amor; era para eles como quem levanta uma criancinha à altura do rosto; eu lhes alcançava o que comer”. – Os 11:4 – Tradução Ecumênica da Bíblia.
DESAFIO – “Tenho-lhes dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa”. – Jo 15:11 – Nova Versão Internacional.
AS MANIFESTAÇÕES EMOCIONAIS DE JESUS – II – Como interpretar a agonia mental de quem não trazia pecado em Sua consciência, ainda que carregando o fardo de todos os pecados de todos os pecadores? A Escritura Sagrada traz informações suficientes para compreendermos de maneira correta as reações de Jesus nos momentos mais dramáticos que antecederam a Sua morte como o Homem.
“Então lhes disse: a minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo”. – Mat. 26:38
Jesus não morreu a morte do sono, mas morreu a morte da condenação em conseqüência do pecado; Ele morreu a morte eterna. “Felizes e santos os que participam da primeira ressurreição! A segunda morte não tem poder sobre eles… Então a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. O lago de fogo é a segunda morte”. – Apoc. 20:6 e14 – NVI.
Jesus estava sob o peso da agonia de alma em face dessa morte. Ele morreu a segunda morte, que elimina totalmente o pecado e pecadores, incluindo o autor do pecado e seus demônios. “Pois certamente vem o dia, ardente como uma fornalha. Todos os arrogantes e todos os malfeitores serão como palha,… Não sobrará raiz ou galho algum”. – Mal. 4:1 – NVI. Por esta razão suplicou ao Pai: “Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice”. – Mat. 26:39 – NVI.
As emoções de Jesus reagiam ante a dureza de coração do ser humano; em face da incredulidade; em face da profanação do sagrado; identificando-se com o sofrimento humano por causa do pecado e pela falta de fé no plano redentor de Deus.
PENSE – “Irado, olhou para os que estavam à sua volta e, profundamente entristecido por causa do coração endurecido deles,… “. – Mc 3:5 – Nova Versão Internacional.
DESAFIO – “Os pensamentos e emoções de um homem são profundos como um poço, mas o homem sábio é capaz de descobrir o que vai no coração de outra pessoa”. – Pv 20:5 – Bíblia Viva.
O PLANO DE DEUS PARA AS EMOÇÕES DOLOROSAS – “Eu falei tudo isso para que tenham paz no coração e na alma. Aqui na terra vocês terão muitos sofrimentos e tristezas; mas tenham ânimo, porque Eu venci o mundo”. – Jo 16:33 – Bíblia Viva.
O controle de nossas emoções está intimamente ligado ao nosso relacionamento com Jesus. Vivemos em um mundo sob as conseqüências do pecado e somos constantemente envolvidos por emoções dolorosas, negativas. Enfrentamos frustrações, tristezas e sofrimentos. A mudança dessas situações somente é possível pela confiança no amor e nas promessas de Jesus. “Não experimentaram fazer isso antes, (mas comecem agora). Peçam em meu nome que receberão, e o cálice da alegria de vocês ficará bem cheio”. – Jo 16:24 – Bíblia Viva.
Seguramente a busca mais ansiada do ser humano é livrar-se das emoções dolorosas, sentir-se bem e desfrutar a bênção da felicidade. Como pode alguém alcançar paz interior e sentir-se feliz quando vive sob as conseqüências de toda sorte de frustrações?
No Salmo, 37, Davi apresenta alguns ingredientes da receita que proporciona a verdadeira alegria: “Confia no Senhor e faze o bem… e alimenta-te da verdade. Agrada-te do Senhor. e ele satisfará aos desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará. Descansa no Senhor e espera nele…”. – Sl 37:3-7 – Almeida Revista e Atualizada.
Separado de Deus, o homem sente um vazio inexplicável e doloroso em seu íntimo. Recorre a todo e qualquer expediente para preencher este vazio, mas parece que nada resolve. Porque o vazio é resultado de um relacionamento rompido. A necessidade é a entrega a Deus, alimentar-se da verdade, agradar-se de sua amizade, descansar em Suas promessas e confiar nas Suas provisões
PENSE – “Devolve-me o júbilo da tua salvação” ou “Restitui-me a alegria da tua salvação”. – Sl 51:12 – Bíblia de Jerusalém e Almeida Revista e Atualizada.
DESAFIO – “Porque assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranqüilidade e na confiança a vossa força, mas não o quisestes”. – Is 30:15 – Almeida Revista e Atualizada.
ESTUDO ADICIONAL – Nos Salmos encontramos muitas motivações para a alegria. Davi, no Salmo 51:12, suplica: “Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer”. – Sl 51:12 – Nova Versão Internacional.
A alegria da salvação é o antídoto para a idolatria e a feitiçaria. Ampliando a idéia: a alegria da salvação destrói a inclinação natural para qualquer falso sistema de culto e adoração. A alegria produzida pelo Espírito Santo, unida ao amor, também atua no sentido de comunicar o respeito para com o sexo oposto e eliminar o desejo pelo prazer pecaminoso do sensual. Para muitos o envolvimento sexual atua como verdadeira idolatria porque passam a viver em função do sexo.
No grego os termos que descrevem a alegria são – chara – e – charis – traduzido em português por graça. As duas palavras, alegria e graça apresentam a mesma raiz. Estas palavras gregas para descrever graça, transmitem a idéia de alegria graciosa e bondosa que comunica aos outros uma atmosfera espiritual. Não é uma emoção artificial ou demonstração hipócrita; também não se identifica com a hilaridade ou gritaria; mas é o regozijo santo e sadio que transcende de vidas controladas pelo Espírito Santo.
A salvação em Cristo Jesus é um ato sempre presente para o pecador arrependido e perdoado. Não é uma promessa para o amanhã, mas a certeza para hoje, agora. Portanto, a experiência cristã precisa transmitir a alegria deste fato real.
O amanhã das desgraças não existe na experiência cristã. “Portanto não fiquem preocupados com o dia de amanhã. Deus cuidará do dia de amanhã para vocês também”. – Mat. 6:34 – Bíblia Viva.
Quando o hoje é vivido e desfrutado com a alegria da salvação, o amanhã de inquietudes nunca chegará.
PENSE – “Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno prazer à tua direita”. – Sl 16:11 – Nova Versão Internacional.
DESAFIO – Então irei ao altar de Deus, a Deus, a fonte da minha plena alegria. Com a harpa te louvarei, ó Deus, meu Deus!” – Sl 43:4 – Nova Versão Internacional.